PÁGINA INICIAL | NOTÍCIAS | ARTIGOS | EVENTOS | INSTITUIÇÕES | SUA ONG


QUEM SOMOS
BIBLIOTECA
REDES
CADASTRO
RELATÓRIOS
FALE CONOSCO



(Quarta-Feira 2 Janeiro de 2002)

Fórum Social Mundial: A questão social no centro do mundo

Revista IntegrAção - http://www.fgvsp.br/cets

São Paulo - O Brasil, mais especificamente a cidade de Porto Alegre, será o centro das atenções em 2002, com o Fórum Social Mundial, que acontecerá entre os dias 31 de janeiro e 05 de fevereiro. O evento faz uma firme oposição ao neoliberalismo e ao domínio do mundo pelo capital e por qualquer forma de imperialismo. Os temas centrais desta edição vão ser: a produção de riquezas e a reprodução social, o acesso às riquezas e a sustentabilidade, a afirmação da sociedade civil e poder político e ética na nova sociedade. Trata-se de um grande momento histórico que reúne ONGs, movimentos sociais, associações e entidades da sociedade civil do mundo inteiro para trocar experiências, discutir e propor alternativas a fim de construir uma sociedade no ser humano.

O primeiro Fórum Social Mundial aconteceu em 2001, também em Porto Alegre, no início de janeiro, propositalmente, na mesma data em que ocorreu o Fórum Econômico Mundial de Davos, na Suíça.

Para 2002, o número de participantes aumentou: são cerca de 19 mil pré-inscrições de entidades contra 4.700 de 2001. O total de organizações pré-inscritas é de 3.507, vindas de 99 países. Vão ser realizadas 800 oficinas (em 2001, foram 400) e estão previstas a participação de 50 mil pessoas, entre representantes, ouvintes e jornalistas.

Atividades - O Fórum Social Mundial apresentará conferências, seminários, oficinas, testemunhos de personalidades que lutam pela liberdade, fóruns especiais paralelos (Fórum de Autoridades Locais e Fórum de Parlamentares Mundial). Também está em discussão proposta de um fórum específico sobre a paz, para tratar a questão do terrorismo. A programação cultural é um espaço aberto para eventos culturais que fortaleçam a mensagem e a identidade pública do FSM.

Organizadores - Quem organiza o FSM é o Comitê Organizador, formado por oito entidades: Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais (ABONG), Ação pela Tributação das Transações Financeiras em Apoio aos Cidadãos (ATTAC), Comissão Brasileira Justiça e Paz, da CNBB, Associação Brasileira de Empresários pela Cidadania (CIVES), Central Única dos Trabalhadores ( CUT), Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas (IBASE), Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e Rede Social de Justiça e Direitos Humanos. Além do Comitê Organizador, o Fórum possui um Conselho Internacional, formado por 50 organizações representadas por todos os continentes. O FSM também conta com o apoio do Conselho Brasileiro e dos Comitês de Mobilização no Brasil e no exterior.

Mais informações: www.forumsocialmundial.org.br


anterior ÍNDICE próxima